Jornal defensor da valorização de Aveiro e da Região das Beiras
Fundador: 
Adriano Lucas (1925-2011)
Director: 
Adriano Callé Lucas

“A vida terá que continuar”


Avelino Conceição (texto)/D.R. (foto) quarta, 01 abril 2020

Com toda uma época por decidir, como em tantos outros campeonatos e até de outras modalidades, a equipa sénior de andebol da Associação Desportiva Sanjoanense também parou a competição. Depois de ter vencido a Zona 2 do Campeonato Nacional da 2.ª Divisão, a formação orientada por Nuno Silva lutava, agora, por um lugar de acesso ao primeiro escalão do Andebol nacional. Uma aposta que, de resto, a Sanjoanense tem vindo a fazer nas últimas épocas, sendo que esta temporada, e com duas jornadas da fase final, somava uma vitória (em casa frente ao Sporting, por 33-21) e uma derrota (no recinto do Xico Andebol, por 23-22), seguindo na segunda posição com 14 pontos na classificação, com menos um ponto que o líder Póvoa-Andebol, com quem iria jogar à quarta jornada, em São João da Madeira.
O surto tem gerado algumas incertezas, mas tanto clube, como dirigentes e atletas, reconhecem que o momento assim o exige, apelando à contenção. E Nuno Silva é um deles. O técnico da Sanjoanense viu, como tantos outros, o seu caminho “travado” pela COVID-19, mas acredita que “a vida terá que continuar”. “Todos temos regras que devemos cumprir para o bem de todos, pois no momento que atravessamos nada é mais importante que a saúde de todos e de cada um”, acrescenta o treinador. Nuno Silva, que lidera uma equipa outra vez a disputar a subida, não tem grandes dúvidas de que “não haverá condições para terminar o campeonato. Se olharmos para exemplo da China, onde se iniciou o surto, durou cerca de quatro meses”.

Leia a notícia completa na edição em papel.