Jornal defensor da valorização de Aveiro e da Região das Beiras
Fundador: 
Adriano Lucas (1925-2011)
Director: 
Adriano Callé Lucas

Autarcas criticam número reduzido de testes Covid-19


terça, 31 março 2020

A Comunidade Intermunicipal (CIM) Viseu Dão Lafões critica os procedimentos necessários para que os cidadãos realizem os testes de despistagem da Covid-19 no centro de rastreio que entrou recentemente em funcionamento no Pavilhão Multiusos de Viseu.
“Tem-se verificado, nos últimos dias, na nossa região, um total desnorte relativamente a todos estes procedimentos, com relatos de vários cidadãos, que embora referenciados para fazer testes Covid-19, não o conseguem realizar devido a burocracias inúteis”, denunciam, em comunicado, os autarcas dos 14 municípios que compõem a CIM Viseu Dão Lafões.
No mesmo documento, lembram que a CIM e o Município de Viseu “encetaram contactos, com entidades privadas, para que, numa lógica de complementaridade com a rede pública, se instalassem unidades de rastreio Covid-19 na cidade de Viseu, de forma a garantir a necessária capacidade de resposta à população, na esfera do Centro Hospitalar Tondela-Viseu”. Tal como o presidente da Câmara de Viseu, Almeida Henriques, já tinha feito durante o fim-de-semana, recordam também que “tem sido comunicado, pela senhora ministra da Saúde, indo ao encontro até do que recomenda a OMS, que no combate ao Covid-19, assume, particular importância, a realização de testes”. Referem ainda que a ministra deu conta da possibilidade de prescrição directa de testes pela linha Saúde 24 e que a Direcção Geral de Saúde emitiu, também orientações, para reforçar e generalizar
os testes.
Nesse sentido, os autarcas da CIM Viseu Dão Lafões “exortam a que as autoridades de saúde pública Locais e Regionais, assumam a sua autonomia e responsabilidade, de forma a tirar partido da capacidade instalada para a realização de testes Covid-19, na nossa região, e mais concretamente na cidade Viseu, a bem das nossas populações”.
“Reiteramos que a cada dia que passa, pode ser um dia irrecuperável para travar o progresso desta pandemia”, finalizam.

100 testes nos
primeiros quatro dias
Tal como o nosso Jornal noticiou na edição de ontem, o presidente da Câmara de Viseu, Almeida Henriques, criticou o número reduzido de testes realizados no centro de rastreio.
Segundo o autarca, foram realizados 100 testes nos primeiros quatro dias, quando a capacidade instalada permite a realização de uma centena de testes por dia, tendo apelado às autoridades para que aproveitem a capacidade do dispositivo instalado no Pavilhão Multiusos.