Jornal defensor da valorização de Aveiro e da Região das Beiras
Fundador: 
Adriano Lucas (1925-2011)
Director: 
Adriano Callé Lucas

Atraso nos reagentes adia abertura do laboratório de testes em Coimbra


segunda, 30 março 2020

Um atraso na entrega de reagentes obrigou a adiar a entrada em funcionamento do laboratório, no edifício da Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra (Pólo I), onde serão feitos os testes de Covid-19. Este material partiu da Alemanha e tudo indicava que chegaria durante o dia de ontem, a tempo de se iniciar hoje, em Coimbra, a realização de testes das pessoas referenciadas pelo Serviço Nacional de Saúde, no entanto ontem, ao final da tarde, Santos Rosa, coordenador do laboratório, confirmava que, apesar de «em trânsito na Europa, fisicamente muito perto», os reagentes não chegariam a tempo de cumprir o prazo estipulado.


A expectativa é que o material chegue hoje de manhã e que, durante todo o dia, o laboratório realize «os testes necessários para que haja garantia de que o processo funciona como desejamos». «No fundo, o que vamos fazer é um teste final, fazendo todo o trajecto de uma amostra e replicando o trabalho que teremos nos próximos dias» para que seja possível perceber se está tudo humana e tecnicamente pron­to para cumprir o objectivo «ambicioso» deste laboratório: chegar até aos 800 testes diários. «Vamos ver se a máquina está afinada», resume Santos Rosa, acreditando que, apesar de ser responsabilidade da Administração Regional de Saúde do Centro (ARSC) o funcionamento dos dois centros de recolha, na Praça da Canção e junto ao antigo Hospital Pediátrico, «é previsível» que estes só venham a funcionar quando o laboratório estiver pronto a realizar os testes a partir de amostras reais, o que deverá acontecer só amanhã.


Hoje «poderá haver algum exercício mas não entrarão em funcionamento», afirmou o responsável.