Jornal defensor da valorização de Aveiro e da Região das Beiras
Fundador: 
Adriano Lucas (1925-2011)
Director: 
Adriano Callé Lucas

Atravessamento da Bica desviado para “algumas centenas de metros”


sábado, 15 fevereiro 2020

Um grupo de moradores insistiu na construção de uma rotunda no “cruzamento da Bica”, na EN 235, nas imediações do acesso ao nó Sul da A1, em Mamodeiro, durante a Assembleia Municipal de Aveiro da passada quinta-feira à noite, mas o presidente da Câmara, Ribau Esteves, afirmou que a decisão da empresa do Estado Infraestruturas de Portugal (IP) – “que discordo, mas compreendo”, dis­se – não irá satisfazer aquele pedido. Segundo o autarca, naquele local, no cruzamento, actualmente regulado por semáforos, “não dá para construir uma rotunda, nem ovalada, porque o desnível é incompatível para os veículos pesados”. Quanto aos semáforos, “é uma péssima solução”, disse.
A solução a adoptar serão duas rotundas, uma junto ao nó da A1 e outra no cruzamento da Rua Brejeira com a Rua Nova. Serão ainda construídas passadeiras para o atravessamento da EN 235, sobreelavadas, embora afastadas “algumas centenas de metros” do cruzamento. Mas não se trata de uma solução definitiva, sen­do que esta “pequena obra” demorou 20 anos a ser criada, “mas há um ganho enorme de segurança”. Dado o atraso nos processos, Ribau Esteves admite que a melhor solução, que é a construção de uma variante à EN 235, deverá surgir dentro de dez anos.

Leia a notícia completa na edição em papel.

Diários Associados