Jornal defensor da valorização de Aveiro e da Região das Beiras
Fundador: 
Adriano Lucas (1925-2011)
Director: 
Adriano Callé Lucas

Liga Europa: Braga em vantagem e Guimarães parte do zero para validar fase de grupos


terça, 27 agosto 2019

Sporting de Braga, após vencer 1-0 em casa ao Spartak Moscovo, e Vitória de Guimarães, depois de empatar 0-0 na visita ao FCSB, tentam na quinta-feira validar a presença na fase de grupos da Liga Europa de futebol.

A formação ‘arsenalista’ tem entreaberta a porta de acesso à fase de grupos da Liga Europa, com um golo de vantagem alcançado por Ricardo Horta na primeira mão dos ‘plays-offs’, mas para que isso aconteça tem de o confirmar na capital russa.

O último ‘ensaio’ da equipa treinada por Ricardo Sá Pinto antes da deslocação a Moscovo até nem correu bem, dado que o Sporting de Braga empatou a 1-1 em casa do Gil Vicente, depois de ter entrado a todo o gás com um golo de Galeno, aos seis minutos.

Sá Pinto, tendo como comparação a primeira mão com o Spartak Moscovo, remodelou toda a equipa para o jogo em Barcelos, que teve um ‘apagão’ eléctrico de 30 minutos, promovendo a estreia absoluta na I Liga de Eduardo, Lucas e Rui Fonte, em modo poupança para a segunda ronda com os russos.

O Spartak recebe o Sporting de Braga moralizado pelo triunfo de 2-1 alcançado em casa do Krylya Sovetov, com golos de Jordan Larsson, filho do internacional sueco Henrik Larsson, e Guus Til, que deixa o clube na segunda posição do campeonato, com os mesmos 14 pontos do líder Krasnodar, ‘carrasco’ do FC Porto na Liga dos Campeões.

O Vitória de Guimarães parte a zero para a recepção ao FCSB, herdeiro do histórico Steaua Bucareste, vencedor de uma Taça dos Clubes Campeões Europeus, em 1986, e o factor casa, com o apoio do 12.º jogador, pode ser determinante para alcançar a vantagem que lhe dê o bilhete para a fase de grupos da Liga Europa.

Tal como o Sporting de Braga, o último ‘ensaio’ antes da recepção ao FCSB também não correu de feição para a equipa vimaranense, que empatou em casa a 1-1 com o recém-promovido Famalicão, que segue na segunda posição da I Liga, com os mesmos sete pontos do líder Sporting, com mais um do que FC Porto e Benfica.

O FCSB desloca-se a Guimarães com a questão do novo treinador resolvida, dado que estreou Bogdan Vintila, de 47 anos, no último jogo, com uma derrota por 4-0 em casa do Gaz Metan, e que deixou a formação romena no 13.º e penúltimo lugar do campeonato, com quatro pontos, a 13 do líder Cluj.

A equipa orientada por Ivo Vieira ainda não ganhou para a I liga esta época, em que soma dois empates e um jogo em atraso com o Rio Ave, mas já vai na terceira eliminatória de acesso à Liga Europa, após eliminar os luxemburgueses do Jeuness Esch (5-0) e os letões do Ventspils (9-0).

O Sporting de Braga entra em acção às 18:15 e o Vitória de Guimarães às 19:45, com o objectivo comum de atingir a fase de grupos da Liga Europa, para a qual já se encontram apurados Sporting e FC Porto, e que poderá contar, pela primeira vez, com quatro equipas portuguesas.

A presença lusa nos ‘play-offs’ de acesso à Liga Europa estende-se também a outros clubes com treinadores e jogadores portugueses que quinta-feira vão estar em acção.

O PAOK Salonica, do técnico Abel Ferreira e de Vieirinha, vai procurar em casa anular a desvantagem de 1-0 sofrida na primeira mão com os eslovacos do Slovan Bratislava.

Missão mais complicada terá o AEK Atenas, que tem como treinador Miguel Cardoso e uma ‘armada’ lusa composta por Hélder Lopes, Paulinho, André Simões, David Simão, Francisco Geraldes e Nélson Oliveira, que terá de virar em casa dos turcos do Trabzonspor uma desvantagem de 1-3.

Embora ainda não tenha tornado oficial, o clube grego, que iniciou o campeonato também com uma derrota caseira, terá já dispensado o treinador luso, mas o único dado concreto é que Miguel Cardoso não orientou o treino da equipa de segunda-feira.

Tarefa aparentemente mais facilitada, num dos jogos grandes do ‘play-off’, terá o Wolverhampton, do treinador Nuno Espirito Santo e de Rui Patrício, Roderick, Rúben Vinagre, Bruno Jordão, Rúben Neves, João Moutinho, Pedro neto e Diogo Jota, na recepção aos italianos do Torino, após um triunfo dos ingleses fora por 3-2.

Com um pé praticamente na fase de grupos da Liga Europa encontram-se já clube como PSV e Feyenoord, da Holanda, Malmö, da Suécia, e Astana, do Cazaquistão, que entram para a segunda mão do ‘play-off’ com uma vantagem de 3-0 sobre os seus adversários.