Jornal defensor da valorização de Aveiro e da Região das Beiras
Fundador: 
Adriano Lucas (1925-2011)
Director: 
Adriano Callé Lucas

Dia Mundial sem Tabaco (31 de Maio): Sociedade desaprova cada vez mais o tabaco


foto: DR quarta, 29 maio 2019

Por vício, stress, moda, necessidade, ou mesmo pelo convívio social. São vários os factores que levam uma pessoa a ter um cigarro na mão. No século passado, fumar era sinónimo de ser moderno. E nos dias de hoje, como são encarados os fumadores?

Longe vão os tempos em que quem fumava mostrava uma atitude de modernidade. Hoje em dia, as coisas são bem diferentes. “Se o acto de fumar no século passado, aos olhos da sociedade, era visto como moderno e socialmente correcto ou aceitável, nos dias de hoje, já não o é. É precisamente o oposto. Com os estudos feitos desde 1960 houve uma consciencialização dos malefícios do tabaco, enquanto perigo para a saúde pública, levando a uma desaprovação do acto de fumar por parte da sociedade”, explica Vasco Nunes, médico especialista em medicina tradicional chinesa, apontando para uma “diminuição do número de fumadores no futuro”.

Leia a notícia completa na edição em papel.