Jornal defensor da valorização de Aveiro e da Região das Beiras
Fundador: 
Adriano Lucas (1925-2011)
Director: 
Adriano Callé Lucas

Tim Gajser foi o mais forte no Mundial de Motocross em Águeda


Redacção (texto)/ACTIB (foto) segunda, 20 maio 2019

O MXGP de Portugal, a sexta etapa do Campeonato do Mundo de Motocross, confirmou o porquê de António Cairoli e Tim Gajser ocuparem os dois primeiros lugares no mundial na Classe MX1. No Crossódromo Internacional do Casarão, em Águeda, Tim Gajser (Honda) foi melhor (bisou), pelo que mantém viva a esperança de lutar pelo título mundial - soma 251 pontos, menos 34 do que o piloto da KTM.

Na classe MX2, a vitória sorriu a Jorge Prado (KTM), que desde cedo mostrou ao que vinha, acabando por vencer ambas as mangas da tarde. O espanhol assume assim a liderança do campeonato na categoria, à frente de Thomas Kjer Olsen (Husqvarna). O terceiro classificado desta classe foi o australiano Mitchell Evans (Honda), tendo o português Diogo Graça (Suzuki) ficado na 32.ª posição.

Ainda durante o dia de ontem, destaque para as segundas corridas do Europeu de MX2T e do Mundial Feminino. Nas “2T” uma vez mais assistiu-se à vitória de Mike Kras (KTM), que, com o triunfo que já tinha alcançado no sábado, venceu a competição. Na classe MXW (Senhoras), a vitória foi para a neozelandesa Courtney Duncan (Kawasaki), que também já tinha dominado no primeiro dia de competição.

Leia a notícia completa na edição em papel.