Jornal defensor da valorização de Aveiro e da Região das Beiras
Fundador: 
Adriano Lucas (1925-2011)
Director: 
Adriano Callé Lucas

Há visitas guiadas que contam sete séculos de história (Especial Dia do Município 2019)


Sandra Simões (Eduardo Pina foto) sábado, 11 maio 2019
O Museu de Aveiro/Santa Joa­na, que é a maior homenagem que a cidade prestou à Padroeira e onde se sente de for­ma mais intensa a presença de Santa Joana, pode ser a melhor forma de conhecer o fantástico percurso de vida da princesa que abdicou do reino de Portugal para se dedicar à devoção. O director, José António Rebocho Christo, aceitou o desafio e guiou o Diário de Aveiro pelo itinerário dedicado a Santa Joana, numa visita de cerca hora e meia e que pode ser solicitada pelos visitantes do Museu. Profundo conhecedor e estudioso de tudo o que tenha a ver com Joana, a “aventura” começa na Igreja de Jesus, onde se pode apreciar um programa narrativo, em pintura, que relata os principais momentos da vida de Santa Joa­na, desde a sua chegada em 1472, até ao pós morte, com o relato de um milagre que terá protagonizado ao aparecer à religiosa Jeróni­ma da Silva, que se encontrava num momento de muita aflição e apelou à ajuda de Joana. Foi com este episódio, aliás, que se abriu o processo de beatificação (1693), longe de se imaginar que quatro séculos depois Aveiro abriria outro processo para a sua elevação a santidade, com a sua canonização, que ainda decorre. 
Leia a notícia completa na edição em papel.

Diários Associados