Jornal defensor da valorização de Aveiro e da Região das Beiras
Fundador: 
Adriano Lucas (1925-2011)
Director: 
Adriano Callé Lucas

Casal acusado de matar mãe adoptiva da arguida no Montijo vai a julgamento


sexta, 10 maio 2019

O Tribunal de Instrução Criminal do Barreiro decidiu hoje levar a julgamento Diana Fialho e Iuri Mata, casal acusado pelo Ministério Público (MP) de matar a mãe adoptiva da arguida, no Montijo, em Setembro de 2018. Na leitura da decisão instrutória, que decorreu hoje de manhã, o juiz de instrução criminal Carlos Delca decidiu levar a julgamento os arguidos nos exactos termos da acusação do MP.

Os arguidos, que tinham requerido a abertura de instrução, fase facultativa em que um juiz de instrução criminal decide se o processo segue e em que moldes para julgamento, vão continuar em prisão preventiva.

Os arguidos, que se encontram em prisão preventiva desde 07 de Setembro do ano passado, estão acusados dos crimes de homicídio qualificado e de profanação de cadáver. Segundo a acusação do Ministério Público (MP), os arguidos "gizaram um plano" que consistia em matar Amélia Fialho, mãe da arguida, pois a relação entre ambas "era marcada por discussões e desacatos constantes, por causa da relação amorosa entre os arguidos".

Foi no seguimento desse plano que, refere a acusação, em 01 de Setembro de 2018, ao jantar, o casal colocou na bebida da vítima “fármacos que a puseram a dormir” e, de seguida, desferiu "vários golpes utilizando um martelo”, que causaram a morte da professora. Após o homicídio, conta o MP, os arguidos embrulharam o corpo da mãe adoptiva de Diana Fialho, colocaram-no na bagageira de um carro e deslocaram-se até um terreno agrícola, no qual, com recurso a gasolina, “atearam fogo ao cadáver”.