Jornal defensor da valorização de Aveiro e da Região das Beiras
Fundador: 
Adriano Lucas (1925-2011)
Director: 
Adriano Callé Lucas

“Alcoholocausto” foi carro sem nome


segunda, 06 maio 2019
O Cortejo dos Finalistas saiu à rua com 100 carros alegóricos inscritos. “Tromboengolia”, carro de Medicina, foi o primeiro a sair da Alta universitária, mas as atenções estavam viradas para outra “viatura”. Nos dias que antecederam o cortejo, o carro de História deu bastante polémica e motivou até a intervenção da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, que impediu a utilização do nome de “Alcoholocausto”, inicialmente atribuído ao carro número nove. Ontem, desfilou sem nome e com mensagens a criticar a falta de liberdade de expressão.“Com esta polémica toda, parece que ainda há polícia académica", lia-se num dos cartazes afixados no carro, onde também se podia ler a mensagem irónica: “Não podemos fazer aquilo que queremos, porque vivemos num país livre!”. A decoração do carro de História incluiu, também, um ponto de interrogação e um cravo vermelho.
Leia a notícia completa na edição em papel.