Jornal defensor da valorização de Aveiro e da Região das Beiras
Fundador: 
Adriano Lucas (1925-2011)
Director: 
Adriano Callé Lucas

Adeptos “fogaceiros” quase tiveram uma alegria


Redacção (texto)/Lusa (foto) domingo, 05 maio 2019

Oito meses e meio depois, o Feirense esteve a segundos de festejar novamente um triunfo na Liga NOS, mas Platiny, com o oitavo golo da tarde, resgatou um empate nos descontos para o Desportivo de Chaves. Num jogo disputado a um ritmo elevado no Estádio Marcolino Castro, William deu vantagem ao Desportivo de Chaves (10), com um autogolo de Djavan a permitir a igualdade do Feirense (13), que deu a volta ao marcador no primeiro tempo por Vítor Bruno (37). Os flavienses empataram novamente por Maras (59), mas o Feirense respondeu com um golo de Babanco (70). O Desportivo de Chaves repôs a igualdade por Platiny (73), mas um golo de Luís Machado (76) fez o Feirense voltar para a frente do marcador. O empate dos flavienses surgiu num último suspiro, num remate eficaz de Platiny (90+6'), que deixa os transmontanos fora da zona de despromoção e impediu o Feirense de dar um alegria aos seus adeptos

“Infelizmente, e marcando quatro golos, não conseguimos vencer o jogo. Se por um lado estou satisfeito pela qualidade ofensiva, temos de olhar para o que fizemos menos bem. Sofremos três golos de bola parada. Foi o jogo em que fomos mais dominadores. O adversário criou apenas perigo em situação de bola parada ou jogo directo. Nós, com um pouco mais de tranquilidade, poderíamos ter feito mais dois golos. Foi um jogo de loucos e causa-nos um amargo na boca não termos vencido”, comentou no final do jogo Filipe Martins, treinador do Feirense, que foi expulso do banco aos 26 minutos, na sequência uma confusão na zona do banco dos flavienses.

Leia a notícia completa na edição em papel.