Jornal defensor da valorização de Aveiro e da Região das Beiras
Fundador: 
Adriano Lucas (1925-2011)
Director: 
Adriano Callé Lucas

Antigos autarcas de Abiul acusados de 39 crimes de peculato


Orlando Cardoso / foto: DR quinta, 28 fevereiro 2019
O ex-presidente da Junta de Freguesia de Abiul, António Fernandes Carrasqueira, garante estar de “consciência tranquilíssima” depois de ser acusado pelo Ministério Público de ter utilizado, juntamente com os restantes membros do seu executivo, mais de 87 mil euros da autarquia para pagar almoços e jantares em proveito próprio.O ex-autarca social-democrata, que presidiu àquela junta de freguesia do concelho de Pombal entre 1994 e 2013, refere que o caso “está entregue à justiça” e que irá “aguardar pelo desenrolar do processo”. Uma posição idêntica tem o antigo-secretário da junta, Joaquim Agostinho, e que em 2013 candidatou-se à presidência da autarquia, perdendo para Sandra Barros, então pelo CDS-PP e hoje a cumprir o segundo mandato, mas pelo PSD. Outro dos arguidos é Amândio Santos, que exerceu funções de tesoureiro.  Joaquim Agostinho disse ao nosso jornal que “quem não deve não teme” e que irá aguardar, com tranquilidade, pela decisão da justiça. “O caso está entregue ao meu advogado, ele é que sabe dessas coisas”, disse, recusando prestar outros esclarecimentos. De acordo com a acusação do Departamento de Investigação e Acção Penal do Ministério Público de Leiria, a que a agência Lusa teve acesso, entre Novembro de 2008 e Setembro de 2013, todos os dias úteis da semana, os três arguidos foram almoçar ou jantar a dois restaurantes do concelho, tendo emitido cheques da junta para pagar a despesa.
Leia a notícia completa na edição em papel.