Jornal defensor da valorização de Aveiro e da Região das Beiras
Fundador: 
Adriano Lucas (1925-2011)
Director: 
Adriano Callé Lucas

Diogo Clemente cativo no meio campo da Oliveirense


Ana Catelas (texto)/Arquivo (foto) quinta, 28 fevereiro 2019

Diogo Clemente chegou à Oliveirense no início desta época, cumprindo o sonho de ser jogador profissional. Formado no Caldas de onde saiu, por duas temporadas, para se estrear como sénior no Torreense para depois regressar a “casa”, o médio parece já ter conquistado o lugar no “onze” do emblema de Oliveira de Azeméis. Nos últimos nove jogos com Diogo Clemente a titular, a Oliveirense apenas averbou duas derrotas e somou cinco triunfos, o que permitiu à equipa escalar na tabela classificativa naquela que é a melhor série da temporada com cinco jogos consecutivos sem perder.

“Sabíamos daquilo que éramos capazes de fazer e que era uma questão de tempo. Rectificamos o que não estava tão bem e com o trabalho diário os resultados começaram a aparecer”, explicou o jogador, de 23 anos, reconhecendo que, ao longo da primeira volta do campeonato, “faltou-nos um pouco de sorte”. Diogo Clemente cumpre a sua primeira época no futebol profissional na Oliveirense, “onde fui muito bem recebido”, garante. “Está a ser uma experiência muito positiva na II Liga de acordo com os objectivos definidos individualmente”, ou seja, “fazer o máximo de jogos possível e ajudar a equipa”, refere o médio que não tem dúvida que a Oliveirense vai garantir a permanência na II Liga.

 

Leia a notícia completa na edição em papel.