Jornal defensor da valorização de Aveiro e da Região das Beiras
Fundador: 
Adriano Lucas (1925-2011)
Director: 
Adriano Callé Lucas

No Rómulo há uma escola que cria pequenos cientistas


sexta, 22 fevereiro 2019
A Ana Rita e o João Pedro têm apenas nove anos mas já andam na Universidade. Eles e os seus colegas de turma, alunos do 4.º ano da Escola Básica do Agrupamento de Escolas Marquês de Marialva, em Cantanhede. «Quando contei ao meu irmão [ele sim, estudante universitário] achou que eu devia ser um prodígio, mas depois expliquei que era só uma espécie de visita de estudo», contou-nos ela, divertida. Não é bem isso, nem só isso. Mas «é muito divertido e aprendemos muitas coisas», acrescentou ele. É claro que não frequentam nenhum curso superior, mas durante uma semana deslocam-se diariamente ao Departamento de Física para aprender, descobrir e experimentar na “Escola Ciência Viva” do Rómulo - Centro de Ciência Viva da Universidade de Coimbra (UC). Projecto educativo da Ciência Viva - Agência Nacional para a Cultura Científica e Tecnológica, a Escola Ciência Viva visa apoiar os estabelecimentos de educação formal na promoção do ensino experimental das ciências e no desenvolvimento da cultura científica e tecnológica junto de crianças do 1.º ciclo. O objectivo é criar, por todo o país, uma rede cada vez maior destas escolas, em centros Ciência Viva. O Rómulo tem  uma das onze escolas que abriram portas no presente ano lectivo, a única com a mais-valia de estar integrada em ambiente universitário. 
Leia a notícia completa na edição em papel.