Jornal defensor da valorização de Aveiro e da Região das Beiras
Fundador: 
Adriano Lucas (1925-2011)
Director: 
Adriano Callé Lucas

Aveiro: Há cem anos o Azevedo dos Telefones escalou a Torre dos Clérigos


sexta, 22 fevereiro 2019

António Azevedo trabalhava como relojoeiro na Rua das Flores, no Porto. Ao início da manhã, pelas 7 horas, do dia 21 de Fevereiro de 1919, um grupo de pessoas tentava arranjar forma de hastear a bandeira da monarquia no alto da Torre dos Clérigos – viviam-se os tempos da chamada Monarquia do Norte, ou Monarquia do Quarteirão por só ter durado 25 dias, tendo sido uma manifestação de revolta monárquica depois da implantação da República em Portugal em 1910, na cidade do Porto e no norte do país.

Perante o impasse por parte dos apaniguados da realeza, António Azevedo, então com 19 anos, apoderou-se da bandeira azul e branca e tomou a iniciativa. “Meti pés e mãos à parede, levei comigo uma corda e ao fim de uma hora estava lá em cima”, contaria mais tarde ao Jornal de Notícia, 60 anos mais tarde. Este portuense de nascimento, mas que se radicaria em Aveiro, onde ainda tem família, tornou-se assim no primeiro português a escalar o icónico monumento do Porto – isto dois anos depois de um duo de espanhóis, os chamados Purtolanos, já o terem feito.

Leia a notícia completa na edição em papel.