Jornal defensor da valorização de Aveiro e da Região das Beiras
Fundador: 
Adriano Lucas (1925-2011)
Director: 
Adriano Callé Lucas

Ex-director do Mosteiro de Alcobaça é suspeito de peculato


foto: DR / Legenda: Ex-director do Mosteiro de Santa Maria é suspeito da prática de um crime de peculato, devido ao desaparecimento de uma réplica da escultura ‘roda da vida’, já recuperada pela Polícia Judiciária sexta, 15 fevereiro 2019

O ex-director do Mosteiro de Santa Maria de Alcobaça, Rui Rasquilho, é suspeito de um crime de peculato (utilização de mei­os públicos em uso próprio), na sequência do desaparecimento, em 2005, de uma réplica da escultura ‘roda da vida’, do túmulo de D. Pedro, e já recuperada pela Polícia Judiciária.Fonte ligada ao processo, confirma que o ex-director do Mosteiro “é suspeito e foi constituído arguido”, no processo de desaparecimento daquela obra de arte. “O único arguido é o ex-director do Mos­teiro [Rui Rasquilho]”, afirmou ao Diário de Leiria a mesma fonte.O Mosteiro é actualmente dirigido por Ana Pagará, mas, à data do desaparecimento da peça de arte, tinha como director Rui Rasquilho. A peça, uma réplica em gesso da ‘roda da vida’ que se encontra na cabeceira do túmulo de D. Pedro I, no Mosteiro, “foi subtraída entre 2004 e 2005”, disse à agência Lusa Gil Carvalho, coordenador da Polícia Judiciária (PJ) de Leiria, explicando que a obra “não terá sido furta­da mas sim, desencaminhada”. (...).

Contactado pelo Diário de Leiria, Rui Rasquilho, ex-director do Mosteiro, recusou-se a comentar o caso, por estar em segredo de justiça.

Leia a notícia completa na edição em papel.