Jornal defensor da valorização de Aveiro e da Região das Beiras
Fundador: 
Adriano Lucas (1925-2011)
Director: 
Adriano Callé Lucas

Uma exposição, dois locais e o engenho antigo de transportar grandes pedras


sábado, 02 fevereiro 2019
Como conseguiu o homem ao longo da história, e apenas com recurso à força muscular, transportar pedras com centenas de toneladas que compõem, ainda hoje, os grandes monumentos de atracção turística? A resposta está nas máquinas que construiu e que se dão a conhecer numa exposição que se estende por dois locais, entre o Exploratório Centro de Ciência Viva de Coimbra  e o P.O.R.O.S - Museu Portugal Romano em Sicó, em Condeixa. Uma exposição, dois locais e o objectivo de mostrar a quem visita a arte e o engenho dos homens que legaram à história grandes obras ainda hoje admiradas.A exposição “Mechane, Homens, Máquinas e Grandes Pedras” foi ontem inaugurada nos dois pólos, tratando-se de uma mostra da autoria de Aquilino Raimundo, um engenheiro civil que certo dia no caminho da profissão “tropeçou” nos processos construtivos e na forma de fazer as coisas. «Esta descoberta teve origem num livro sobre tecnologias da construção que comprei em Londres, fiquei muitos anos sem o ler, mas quando o li acabei por fazer a  ligação a todas estas coisas», explicou ontem Aquilino Raimundo, na inauguração da exposição no Exploratório. Seguiram-se anos de busca de conhecimento e mais quatro de execução da exposição, que foi levada a cabo numa oficina e com a ajuda de dois carpinteiros. Criou e  montou as máquinas à escala, construiu dioramas para melhor se perceber a sua forma de funcionamento e deu corpo à exposição que só saiu uma vez à rua, no mercado do Porto, regressando agora para se dar a conhecer em Coimbra e Condeixa. «São máquinas muito simples que fazem multiplicar a força do homem», esclarece Aquilino Raimundo, admitindo que há algum grau de complexidade para entender a forma de funcionamento das máquinas pelo que o ideal é «visitar, pensar, pesquisar e revisitar outra vez».
Leia a notícia completa na edição em papel.