Jornal defensor da valorização de Aveiro e da Região das Beiras
Fundador: 
Adriano Lucas (1925-2011)
Director: 
Adriano Callé Lucas

No dia em que S.Bartolomeu deu uma folga ao “moço”


João Peixinho foto: Paulo Ramos sábado, 25 agosto 2018
O “moço” é o “diabo” que S. Bartolomeu mantém acorrentado durante um ano, libertando-o apenas no dia 24, durante 24 horas. A capela com o nome do santo situa-se na rua também com o nome do santo, defronte da Rua Manuel Luís Nogueira (antiga Rua do Norte), com o outro extremo no canal de S. Roque. No dia em que honram o santo, a capela está aberta a todos os que a desejem visitar. Com o diabo à solta pelo bairro da Beira-Mar durante o dia, espera-se pela noite e pelo seu regresso para as correntes de S.Bartolomeu que o domina. O santo padroeiro da capela mantém o “moço” preso durante um ano mas liberta-o durante um dia para, dizem,“evitar a sua revolta”. Ou... “não vá o diabo tecê-las”.
Leia a notícia completa na edição em papel.