Jornal defensor da valorização de Aveiro e da Região das Beiras
Fundador: 
Adriano Lucas (1925-2011)
Director: 
Adriano Callé Lucas

Actos finais da “Viagem de Amor e Sangue”


Alberto Oliveira e Silva domingo, 12 agosto 2018
Hoje é o último dia da 22.ª edição da Viagem Medieval em Terra de Santa Maria, a maior recriação histórica da Península Ibérica, que a cada início de Agosto faz de Santa Maria da Feira um pólo de atracção de gentes que vêm de todo o país e do estrangeiro, com destaque para a vizinha Espanha. Dotado de um orçamento de 1,3 milhões de euros, o mega-evento terá apresentado, ao final do dia de hoje, 140 horas de animação, 67 espectáculos diários, 140 apresentações diárias e um total de 1.692 apresentações nos 12 dias. Na zona história da cidade capital do concelho santamariano foram recriados os principais momentos do Reinado de D. Pedro I, com o Amor entre o príncipe e depois soberano e D. Inês de Castro no centro dos enredos. A organização está a cargo da Câmara Municipal de Santa Maria da Feira, da empresa municipal “Feira Viva” e da Federação das Colectividades de Cultura e Recreio do Concelho. Duas mil pessoas têm trabalhado diariamente nesta realização. Paulo Sérgio Pais, da “Feira Viva” e director-geral da Viagem Medieval, destacou “o fluxo fantástico de visitantes” registado desde a passada segunda-feira. Os primeiros dias foram marcados pelo extremo calor, e as tardes desses dias ressentiram-se, mas, depois, o ritmo de visitantes entrou em tendência crescente: na ordem das 50 mil pessoas por dia, sublinhou o responsável. Destacou, também, a afluência aos grandes espectáculos da Viagem Medieval’2018: o “Amor até ao Infinito” e o “Sangue de Portugal”. Com nota de que estas encenações “estão a ter um alto impacto no público”.
Leia a notícia completa na edição em papel.