Jornal defensor da valorização de Aveiro e da Região das Beiras
Fundador: 
Adriano Lucas (1925-2011)
Director: 
Adriano Callé Lucas

Quem é o prodígio aveirense que anda a escrever história no xadrez nacional?


Adérito Esteves domingo, 25 fevereiro 2018
Segundo reza a história, foi a rivalidade fraterna que motivou Magnus Carlsen – actual melhor jogador de xadrez do mundo e considerado o mais prodigioso da história – a interessar-se pelo desporto. Quando começou a jogar, o jovem norueguês, hoje com 27 anos, apenas ambicionava derrotar as irmãs mais velhas. Depois, o alvo passou a ser o pai e, hoje, o mundo não é suficientemente desafiante para o número 1 mundial, que, aos 24 anos, alcançou a maior pontuação de sempre do xadrez. Isto, já depois de, aos 19 anos, ter sido o mais novo de sempre a sagrar-se campeão do mundo. A comparação até pode ser abusiva, mas, tal como na história de um dos seus ídolos, foi precisamente porque o irmão mais velho descobrira um jogo novo que José Francisco Veiga chegou ao Xadrez, aos seis anos. E se o irmão não demorou muito tempo a perceber que não tinha a paciência necessária para se dedicar horas a fio àquele tabuleiro de 64 casas, metade brancas, metade pretas, Kiko, como ainda é conhecido no mundo do xadrez, entusiasmou-se com a estratégia associada ao jogo. E nunca mais parou de jogar.
Leia a notícia completa na edição em papel.