Jornal defensor da valorização de Aveiro e da Região das Beiras
Fundador: 
Adriano Lucas (1925-2011)
Director: 
Adriano Callé Lucas

“Deparámo-nos com algumas surpresas quando chegámos à autarquia”


sexta, 16 fevereiro 2018
Duarte Novo está a iniciar o seu primeiro mandato como presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Bairro. O centrista conquistou a autarquia aos social-democratas e, em entrevista ao Diário de Aveiro, confessa que encontrou algumas surpresas quando chegou à autarquia, que o levaram a ter que reformular projectos, por compromissos assumidos pelo anterior Executivo. Diz que a sua candidatura foi um imperativo de consciência e que o maior desafio, até agora, foi a elaboração do Orçamento. Aponta o desenvolvimento económico como um foco primordial do seu mandato Diário de Aveiro: Quando e porquê decidiu que iria avançar com uma candidatura à Câmara Municipal? Quais as razões que o motivaram para esta caminhada? Duarte Novo: O convite foi-me feito em Dezembro de 2016 e, depois de ter reflectido bastante e de ter falado com algumas pessoas, a minha candidatura transformou-se num imperativo de consciência, de dever cívico, a que não poderia fugir. Senti que estavam reunidas todas as condições para avançar, quer pelo meu trajecto profissional e político, quer pela vontade de fazer ainda mais pelas minhas gentes e por este concelho, de pessoas trabalhadoras, empreendedoras e solidárias. Senti que era necessário fazer diferente, criar valor acrescentado ao concelho e, por essas razões, decidi responder afirmativamente ao convite formal que me foi feito e a todas as pessoas que me motivaram e pediram para me candidatar. Qual foi o primeiro desafio mais complicado que encontrou pela frente na autarquia? Foi a elaboração do Orçamento e Grandes Opções do Plano para 2018. Apesar de a lei nos permitir apresentar esse documento mais tarde do que é normal, dado que as eleições autárquicas se realizaram em Outubro, entendemos apresentá-lo ainda em 2017, por duas razões: para entrarmos de imediato no novo sistema contabilístico para a Administração Pública (SNC-AP) e para entrarmos logo em Janeiro com um orçamento estruturado por este Executivo, evitando depender, nos primeiros meses, do orçamento do ano transacto.
Leia a notícia completa na edição em papel.