Jornal defensor da valorização de Aveiro e da Região das Beiras
Fundador: 
Adriano Lucas (1925-2011)
Director: 
Adriano Callé Lucas

Crowdfunding ajuda Beatriz Cortesão a concretizar sonho


António Jorge Pires terça, 14 novembro 2017
Beatriz Cortesão é uma jovem estudante de harpa, de 19 anos, da Mealhada, que sonha tornar-se harpista profissional. Iniciou este percurso aos 7 anos, no Conservatório de Música de Coimbra, onde, aos 16 anos, ingressou no Curso Secundário de Música tendo como professora de Harpa, Erica Versace. Concluiu esta formação este ano. Na sua formação musical, Beatriz estudou harpa, desenvolvendo não só a vertente solista, como também a participação em orquestra. Após ter experienciado diversos métodos de ensino deste instrumento, contactou com a professora de renome internacional, Irina Zingg, que ensina aos seus alunos “a arte da interpretação de harpa”, e encontrou nesta professora o método de ensino com que mais se identifica. É sob a tutela de Irina Zingg, que actualmente lecciona na Cívica Scuola di Musica Cláudio Abbado, em Milão, Itália, que Beatriz ambiciona prosseguir estudos superiores, sabendo que melhorará bastante a sua performance em harpa. A Licenciatura em Harpa, nesta escola, tem a duração de três anos e ronda os 33 mil euros (11 mil anuais em propinas, despesas de alojamento, entre outras). Assim, a jovem lançou uma campanha de “crowdfunding” que tinha como objectivo ajudá-la a prosseguir os estudos superiores, através da angariação de cerca de metade do valor anual da licenciatura (5.500 euros) e, em última instância, a concretizar o seu sonho de se tornar harpista profissional. Uma campanha que terminou na passada sexta-feira, com Beatriz Cortesão a conseguir angariar a verba pretendida.
Leia a notícia completa na edição em papel.

Diários Associados