Jornal defensor da valorização de Aveiro e da Região das Beiras
Fundador: 
Adriano Lucas (1925-2011)
Director: 
Adriano Callé Lucas

A tragédia que o País não esquece


Nuno Henriques/Foto: Mário Pinto segunda, 17 julho 2017
Sessenta e quatro mortes – entre as quais de nove crianças e um bombeiro – e mais de 200 feridos. Vidas que se perderam no grande incêndio que deflagrou em Pedrógão Grande, a 17 de Junho, faz hoje um mês. Não há memória de uma tragédia tão grande no que toca a incêndios no País. Das vítimas mortais, 33 morreram na fatídica Estrada Nacional 236-1, e outras 14 perderam a vida em vias de acesso àquela estrada e noutras rodovias vizinhas. A maioria fugia do fogo e residia no concelho de Pedrógão Grande, mas as chamas também vitimaram civis que estavam de visita ao Norte Interior do distrito de Leiria.
Leia a notícia completa na edição em papel.