Jornal defensor da valorização de Aveiro e da Região das Beiras
Fundador: 
Adriano Lucas (1925-2011)
Director: 
Adriano Callé Lucas

Juízo de proximidade aberto “à custa de muito sacrifício”


Diana COhen quinta, 06 julho 2017
O presidente da Comarca do Baixo Vouga de Aveiro reconhece que a reabertura do Tribunal de Sever do Vouga foi “positiva” para a população, mas lamenta que não tenham sido concedidos recursos para que esse serviço esteja novamente em funcionamento. “Estamos a tentar corresponder, mas para isso está a ser sacrificado o juízo de Albergaria-a-Velha, onde as coisas podem não estar a correr tão bem”, afirmou Paulo Brandão. Um balanço ontem divulgado pelo Ministério da Justiça indica que, desde o início deste ano, foram praticados em Sever do Vouga 2.919 actos, incluindo 24 julgamentos, 154 atendimentos telefónicos e 257 presenciais. Com a reabertura dos juízos de proximidade, o Governo procurou “valorizar o interior, as suas populações e aproximar a justiça dos cidadãos”, bem como “fomentar o combate à desertificação do interior, garantindo a presença do Estado naquilo que é uma função de soberania”. Em Sever do Vouga, “a medida tem tido uma grande aceitação por parte das pessoas”, considera o juiz Paulo Brandão, salientando que “há um número grande de diligências e de atendimentos realizados”.
Leia a notícia completa na edição em papel.