Jornal defensor da valorização de Aveiro e da Região das Beiras
Fundador: 
Adriano Lucas (1925-2011)
Director: 
Adriano Callé Lucas

Agência Aeroespacial quer sensores de Aveiro


domingo, 02 abril 2017
A Agência Japonesa de Exploração Aeroespacial (JAXA) pretende usar a bordo das naves os sensores electrónicos desenvolvidos no Instituto de Telecomunicações (IT) da Universida­de de Aveiro (UA) que não utilizam pilhas ou baterias. O segredo dos sensores “mais pequenos do que a palma da mão” que nasceram para revolucionar a “Internet das Coisas”, está no aproveitamento das ondas de rádio, uma “fonte de energia inesgotável e presente até os confins do Universo”, um projecto orientado pelo investigador Ricardo Correia. Já foi formalizada uma parceria entre o IT e a JAXA. “A agência quer mesmo utilizar esta tecnologia da UA para se ver livre das centenas de quilos de cabos de transmissão de dados que existem dentro das naves espaciais e, com isso, economizar peso para outras cargas úteis”, segundo informou a UA em comunicado. O objectivo final do trabalho é obter um sensor “com uma taxa de transmissão na ordem do “gigabit” totalmente passivo, ou seja, um sensor que através de transferência de energia sem fios não precise de bateria. Uma meta que, garante Ricardo Correia, vai ser alcançada num “futuro próximo”.
Leia a notícia completa na edição em papel.